Monólogo do meu Eu...

Lavo o rosto da minha alma nestas águas calmas, nesta forma de vida em mim que me despe de mascaras, que me refugia nas palavras ditadas por este meu coração, por esta carne em mim que sente, vive, sonha e me torna homem, homem de verdade. Caminhos percorridos, erros, vitórias e partidas, sou tudo isto, uma mistura de tudo, uma diferença na forma de ver e viver um amor. Entrego-me as estas palavras, a estes desabafos da minha vivência, deste mundo em que as letras ganham sentido em quem as entende, em que cada frase retrata um pouco de mim, uma réstia daquilo que sou. Melodia que ecoa sobre manto firme, sonho sonhado em criança e lutado em adulto, tudo num instante, tudo apenas em mim, portador do meu destino, escritor da minha própria história. Vivo de amor, alimento-me daquilo que chamo verdadeiro, pessoas reais, dias banais, e ocasiões especiais que fazem diferença, diferença no meu olhar, no meu sentir, naquilo que se chama de meu e que em mim permanece. Construo caminhos, luto por objectivos, por vezes sou fraco quando tenho de ser forte mas igualmente sou força em tudo o que faço, em tudo o que quero, que ambiciono com este meu querer simples mas ao mesmo tempo tão pedinte. Não acredito em todas as verdades, verdades mentirosas, vozes que falam mas que nada dizem, pessoas que contam mas que em nada esse conto tem a ver com o que vejo, com o que posso chamar de real. Aprendi com a vida, aprendi com livros velhos, pessoas sábias, gente que ensina mesmo sem saber que o está a fazer. Prefiro ouvir uma música, sentir uma emoção do que apenas me largar ao sabor do vento, gosto de pisar terra firme. Gosto de amar, amar intensamente, pessoas, situações e recordações a que muitos chamam de memórias. No final de contas apenas sou eu, tão igual, mas ao mesmo tempo tão diferente...



Comentários

  1. "Aprendi com a vida...", e todos aprendemos assim. Erramos, caímos, sofremos. Choramos todas as lágrimas que o coração quer expulsar e depois lutamos de novo. Lutamos com lições aprendidas e amores por descobrir. Nestes últimos tempos tenho aprendido a amar novas coisas e decerto irei aprender muitas mais até ao final da vida!

    Promete-me que nunca deixarás de partilhar estas palavras lindas, sim? Escreves textos perfeitos!

    Um beijinho *

    ResponderEliminar
  2. Adorei todo o texto mas amei em particular uma frase: "(...) por vezes sou fraco quando tenho de ser forte mas igualmente sou força em tudo o que faço, em tudo o que quero, que ambiciono com este meu querer simples mas ao mesmo tempo tão pedinte.". Perfeito!

    Beijinhooo *

    ResponderEliminar
  3. ADOREI o texto e faço das palavras de LA minhas tbm

    Obrigado pelo comentário e a verdade e msm essa

    ResponderEliminar
  4. Adoro o teu romantismo os teus textos são lindos, obrigada por me inspirares :)

    vê o meu e comenta também

    ResponderEliminar
  5. Obrigada, a sério! Também gostei muito do teu , adoro como expões tanto sentimento em palavras! Beijinhoo

    ResponderEliminar
  6. está tão lindo este texto :o
    ameeei *.*

    ResponderEliminar
  7. Mais uma obra primorosa... lindo de ler, ver e sentir. Obrigado por essas emoções meu amigo. Abraço apertado.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário