Reflexo de mim...

São prosas de um amor intenso, de um viver segundo sonhos, projectos, lutas e um amar que não se fala, apenas se sente na cumplicidade de gestos presentes e canções alegres. Deixamos de ser sombra, simples espectro de um mundo negro e pintamos a vida de todas as cores, com sabores variados, com melodias capazes de nos rasgar sorrisos e despertar as mais diferenciadas emoções. Construímos o futuro ou então, esquecemo-nos dele, prendendo-nos a um passado, a uma recordação presente em simples forma de fado amargurado em que as palavras de nada valem. Somos nós, lutadores de momentos presente, partimos em sentimentos ausentes e agarramos aqueles segundos em que de um nada formamos a nossa própria felicidade. Seguimos em frente, olhamos para trás e aprendemos com os erros que se foi cometendo, sorrimos, prendemos lágrimas, mostramos uma alegria que nem sempre é a mais verdadeira. Assim somos, coração que sente, alma que vive, memória que não esquece, assim somos nós, pedaço de carne, repletos de sonhos, uns vividos, outros esquecidos e uns tantos jamais apagados...



Comentários

  1. Em primeiro lugar quero pedir-te imensas desculpas (realmente sentidas!) por não ter vindo com muita frequência ao teu blogue. Infelizmente só tenho tido tempo para postar,porque de resto é só trabalho e trabalho da escola :/
    Em segundo lugar quero-te agradecer imenso o teu apoio e carinho que me tens dado desde já à muito tempo,e que significa muito para mim.
    E não te preocupes quanto às obras de inglês,a minha professora vai-me ajudar para o concurso de tradução.
    Quanto ao teu texto.. digo-te,cada vez mais os teus textos deliciam os seus leitores (pelo menos falo por mim!).
    Quem me dera ter metade do teu talento :)

    Beijinho* grande.

    ResponderEliminar
  2. Lindo! :D Descreve tão bem o ser humano! :)

    Beijinho

    ResponderEliminar

Enviar um comentário