Renascer, instantes, amores...

São naqueles instantes, naqueles tempos em que vivemos este amor, esta história que se torna espelho dos sonhos sonhados e de um sentimento que o coração não consegue segurar, que a alma mostra mesmo nos silêncios das palavras. Os momentos são tantos e o tempo tem o dom de passar com uma intensidade tão forte fazendo a saudade aparecer, criando uma sensação de falta dentro do nosso peito, gritando o nome de cada um de nós nos dias e nas noites em que o amor toma a forma de uma canção feliz, de um livro em que as personagens somos nós e apenas nós. Foram caminhos caminhados, lutas inglórias e projectos inacabados que surgiram perante os nossos olhos, sendo reflexo de um sonhar que ainda não tinha encontrado par, de um lutar que ainda não encontrava as mãos de um outro alguém, de alguém que rema na mesma direcção, com a mesma forma de sentir. Acredito no amor, naquele amor tão vivo que chega a dar vida, que passa muito para além das simples palavras e surge nos gestos mais ternos, nos pormenores que acabam por fazer toda a diferença para quem vive de amor e não de uma representação do mesmo. É bom sentir-te aqui, é bom viver numa história em que de migalhas não se sobrevive, mas sim, constrói-se aquilo que sempre quisemos, um amor que acreditávamos por mais que o mundo e o tempo pareciam afastar de nós, afastar de um destino que acabou por nos fazer cruzar. Embatemos de frente, ancoramos aquele porto e aqui estamos, seguindo passo a passo, construindo uma estrutura sólida que enfrente tempestades e avive memórias, um amor maduro, que aprendeu com os erros e cresceu com o passar dos dias, com a partilha de mesmos objectivos, com o dividir de mesmos gostos. Um amor é bem mais do que simples palavras que hoje se tornam tão banais, amar é partilhar, construir uma história a dois, que contemple sonhos de ambos, que se alimente de sentimentos e não de inseguranças, que viva de momentos e não de incertezas. É assim o amor, é assim que o invento dentro de mim, dentro de nós...



Comentários

  1. É assim... O amor deve ser assim construído, mais que palavras, gestos, tudo! :D Gostei muito :)

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Cada instante mais encantado com este espaço! Grande abraço meu amigo... palavras tocantes como sempre!

    ResponderEliminar
  3. acho que ainda não tinhas reparado que o meu coração às vezes também fica cinzento mas olha, são só saudades e elas passam, como o vento lá fora
    o texto está tão bonito, até me faz ficar sem palavras algumas.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário